34º Festival Kodomo no Sono: Como foi?

Dizem que a primeira impressão é a que fica, se isso for verdade, o Festival Kodomo no Sono me causou uma primeira impressão muito positiva.

O Festival realizado pela Associação Pró-Excepcionais Kodomo no Sono, que faz  trabalho de assistência e amparo às pessoas com necessidades especiais, aconteceu neste último final de semana (dias 22 e 23) e nós estivemos lá para conferir o evento pela primeira vez.

 

Local do evento:

 

Começaremos pelo local do evento que acontece nas próprias dependências da Associação, uma chácara que conta com uma área de área de 15.470m² localizada em Itaquera, São Paulo. E como sempre ressalto nos nossos reviews somos adeptos do uso do transporte público e sempre que possível utilizamos o transporte oferecido pelo evento, pois na maioria das vezes é mais fácil e também mais econômico.

Portanto neste ponto não tivemos dificuldades para chegar ao local do evento* pois bastou a nós chegarmos na estação Itaquera do Metrô e depois pegar uma das vans que levavam os visitantes ao festival. Agora se você foi de carro talvez tenha sido mais difícil, pois realmente a chácara fica num lugar mais ‘’afastado’’, porém em parte do trajeto na van eu cheguei a ver sinalizações nos postes indicando o caminho para o evento, algo que já ajuda bastante.

Já no local você percebe que contar com uma grande área para fazer um evento desses faz toda a diferença, layout muito bem definido, barracas distribuídas e bem espalhadas, espaço para se locomover, praça de alimentação grande e comportando todo mundo, área do palco com bancos para quem está assistindo, enfim, neste ponto o evento ganhou muitos pontos comigo.

 

Gastronomia e Atrações

No que diz respeito a parte gastronômica, eu realmente fiquei muito surpreso com a variedade de opções disponíveis, para se ter uma ideia havia Paella, churrasco, hot dog, lamen, udon, takoyaki e muuuitas outras coisas. Ah e também tinha um ‘’Sacolão’’ com frutas, legumes e verduras, ou seja, neste caso nós realmente podemos dizer que tinha de tudo. Destaque para o moti que estava a todo vapor.

A programação do evento também não deixou a desejar, tanto no sábado quanto no domingo tivemos duas tardes de muitas atrações, com música, odori, taiko, cosplay (sim o evento também teve um grande concurso de cosplay) e também artistas figurinhas carimbadas da colônia nipo-brasileira como é claro Joe Hirata (Joe, se este humilde review chegar até você, por favor venha bater um papo com a gente 😉).

Também teve bingo, sorteio de prêmios, área de diversão para crianças (foi a primeira vez que vi um touro mecânico num evento deste tipo :P) e também a área de venda de produtos diversos dos bazaristas.

Algumas ressalvas*:

 

Agora alguns pontos que devem ser ressaltados, acredito que seja necessário aumentar a sinalização na estação Itaquera indicando o caminho até as vans, colocar voluntários assim como acontece no Festival do Japão também é uma alternativa. Se já havia estes voluntários, pelo menos no horário em que chegamos nós não vimos, apenas os que estavam já no estacionamento.

O Jun não pôde ir ao evento no mesmo horário que nós e relatou que ao chegar na estação Itaquera já não haviam mais placas e nem pessoas indicando para onde ir, e as vans também já haviam parado de fazer o trajeto de ida até o evento (ele acabou vivendo uma odisseia para conseguir chegar até lá).

Eu sei que é um evento muito menor que o Festival do Japão, com um público bem menor também, mas é preciso estar preparado pois há pessoas sim que chegam já nos momentos finais do evento. Ou no caso informar até que horário será oferecido transporte até o evento, pois não me recordo de ter visto algo dizendo haver um horário limite.

Acredito que estes tenham sido os pontos que precisam de atenção por parte da organização, pelo menos foram os que experenciamos e ficaram mais evidentes para nós.

 

Conclusão:

 

Se você conferiu o nosso review do Tanabata Matsuri e os breves comentários sobra a Festa da Cerejeira de Suzano, é bem provável que você esteja pensando que somos chatos, que só vemos o lado negativo dos eventos e que só gostamos dos eventos milionários como o Festival do Japão.

Bom, eu acredito que este review irá mostrar que não é bem assim, eu particularmente gosto de todo e qualquer evento desde que ele seja organizado e ofereça uma boa estrutura para os visitantes.

E o Festival Kodomo no Sono conseguiu me transmitir isso, a estrutura do local é muito boa a organização acertou em praticamente todos os pontos, e o evento te transmite um clima diferente, um clima mais familiar, é como se você estivesse indo aquela feira de domingo acompanhado dos seus familiares.

E então fica a dica para a próxima edição deste evento que vale muito a pena sim, você terá um passeio em família muito gostoso e ainda terá a oportunidade de ajudar a uma causa nobre.

 

Galeria de Imagens do Evento na página da Kodomo no Sono
https://www.facebook.com/pg/kodomonosonobr/photos/?ref=page_internal

Conheça o trabalho da Associação Pró-Excepcionais Kodomo no Sono
http://kodomonosono.org.br/noticias/

Share This: