BGS 2017 : A participação de Hideo Kojima

Acabou a Brasil Game Show 2017 e por mais que seja difícil para nós, é hora de seguir em frente. E vamos começar falando como foi a principal atração desse ano, a vinda de Hideo Kojima ao Brasil pela primeira vez.

 

Primeiro Dia

 

O renomado criador de jogos esteve presente em três dos cinco dias do evento, inclusive no dia 11, para a cerimônia de abertura oficial da #BGS10. Ao lado do CEO da BGS Marcelo Tavares e de outros convidados internacionais como Phil Spencer e Ed Boom, Kojima, em poucas palavras, saudou o público e disse estar muito contente e ansioso para sua primeira vez na BGS.

No mesmo dia, Kojima também participou do Meet & Greet Canon (área onde visitantes podem encontrar e tirar fotos gratuitamente com personalidades convidadas pelo evento). Porém esse evento era reservado a poucos felizardos que conseguiram efetuar a inscrição semanas antes.

 

 

Palco principal

 

Na quinta feira, primeiro dia do evento aberto ao público geral. Kojima foi ao palco principal da BGS para participar de uma apresentação sobre a sua carreira. O desenvolvedor de games também respondeu perguntas pré-selecionadas feitas por visitantes do evento e recebeu o prêmio Life Time Achievement Award, maior prêmio concedido pela BGS, que foi entregue por um fã.

Era previsto que esta apresentação durasse uma hora, porem tive a sensação dela ter sido mais rápida que isso.

 

 

 

Também houve mais uma sessão de Meet & Greet na quinta, nos mesmos moldes do primeiro, só participou quem tinha feito a inscrição, porém chamou a atenção a quantidade de fãs que tiveram a oportunidade de conhecer o seu ídolo.

 

Wall of Fame

 

Em seu último dia na BGS, Kojima retornou ao palco para mais uma apresentação. Desta vez, o mito respondeu perguntas pré-selecionadas feitas por visitantes do evento e também foi homenageado no Wall of Fame da Brasil Game Show, que simula a Calçada da Fama de Los Angeles. Kojima teve suas mãos eternizadas e foi o primeiro a ser introduzido no Hall de homenageados.

 

 

 

 

Seu último compromisso foi na Cosplay Zone (área onde foram realizadas competições de cosplays). Kojima foi convidado especial e acompanhou um concurso temático inspirado em personagens criados por ele.

Também vimos Kojima no estúdio do Zero1 (programa de games da Rede Globo), concedendo entrevista para Tiago Leifert.

 

Meet and Greet

 

 

Por onde andava, Kojima era cercado por uma legião de seguranças, de fãs e também de curiosos que se perguntavam quem era a aquela figura no meio do bolo de pessoas. Confesso que nunca havia visto de perto tamanha idolatria a um nome da indústria dos games.

Apesar de breve e talvez um pouco restritas, eu gostei muito das participações de Hideo Kojima na BGS. Vi muitos fãs terem seu sonho realizado durante seus momentos com o grande ídolo. E ver que um evento brasileiro conseguiu trazer um nome desta magnitude, já é motivo de muito orgulho para todos nós, e sem dúvida abre as portas que cada vez mais astros e empresas de renome venham para edições futuras do evento.

 

Essas foram algumas das perguntas respondidas por Kojima:

 

Quando você decidiu trabalhar com jogos?

Quando eu estava na faculdade, costumava jogava Super Famicom e foi ali que eu me aproximei e vi a possibilidade de trabalhar na criação de jogos.

Qual o seu jogo favorito e por quê?

É uma pergunta muito difícil de responder, mas se for para escolher um eu diria Super Mario Bros, que me influenciou bastante. Se não fosse por esse jogo eu não estaria aqui hoje.

Qual foi o seu maior desafio na criação de jogos?

Tive vários desafios, mas eu considero a própria criação de um jogo um desafio muito grande. Requer muita qualidade, um nível de trabalho muito alto. Meu trabalho é difícil pois sempre tenho que criar algo novo.

Que conselhos você daria a quem quer começar carreira com games?

– O mais importante é você nunca desistir, nunca parar de criar e continuar sempre.

O que você mais gostou do Brasil e da BGS?

– Gostei muito das pessoas, estou muito impressionado com os fãs muito emocionados e apaixonados.

 

E com certeza o próprio Hideo Kojima saiu do Brasil um pouquinho brasileiro…

 

 

ありがとうございました
また会いましょう

Share This:

2 comentários em “BGS 2017 : A participação de Hideo Kojima

  1. “Era previsto que esta apresentação durasse uma hora, porem tive a sensação dela ter sido mais rápida que isso.”

    Não foi sensação não. O painel com ele durou 20 minutos no MÁXIMO. hahaha

    1. Pode crer Renato, foi muito rápido mesmo. Aliás também senti a falta de comentários e informações do Kojima a respeito de seu novo jogo.

Os comentários estão desativados.